Cultura e Psicologia

Cultura como espelho

A partir do meu dia-à-dia na clínica tenho ouvido que instrumentos da arte como o teatro, a música, o

cinema são meios com os quais as pessoas se percebem, se ouvem, projetam o que sentem e

constantemente se identificam pelas histórias, personagens, frases, músicas, cenas, etc.

Por que não falamos sobre isso?

De fato, a arte se antecipa em dizer, discorrer sobre os dilemas humanos e muita das vezes é meio com

o qual o sujeito se utiliza para personificar, escrever, atuar, cantarolar sobre suas misérias, lamúrias,

angústias, prazeres, traições e muitos outros percursos de seu mundo psíquico.

Difícil é falar de si, mas poder dizer de si por meio de um outro que me dá acesso ao que não consigo

chegar é um dos papéis que a arte cumpre e que nos dá alívio na existência.

Falaremos sobre filmes, personagens, poemas, dramas e tudo aquilo que nos tange como humanos e

que é projetado em letras, enquetes, atuações, e as mais diversas inscrições artísticas que nos ajudam a

dar registro ao que somos e essa arte nos ajuda a dizer, a contar.

Divertidamente!

Cultura e Psicologia

A começar pelo nome o filme já traz dois aspectos bem interessantes: a mente e a mistura com a adjetivação divertida. De fato, o que vai acontecen...

Bates Motel

Cultura e Psicologia

  “Mother”…. A repetição reiterada de Norman pelo nome de sua mãe, Norma é marcante em todo desenrolar das 5 temporadas da famosa s...

Foi apenas um sonho

Cultura e Psicologia

Já há um tempo penso em escrever e fazer uma análise despretensiosa sobre coisas das quais assisto. De fato, o olhar clínico não nos furta de per...