O que é Psicoterapia?

A Psicoterapia é um tratamento de colaboração com base na relação entre o paciente e o psicoterapeuta, cuja função é por meio da escuta possibilitar novos meios de compreensão na forma como esse sujeito se coloca no mundo. Fundamentada na fala a psicoterapia fornece um ambiente de apoio que permite ao paciente conversar abertamente com alguém que por meio da objetividade, neutralidade e imparcialidade dá um novo lugar ao que é dito.

Seria apenas uma conversa?

“Se for para conversar, converse com seu amigo”. Mitos como esse são propagados e divulgados colocando o lugar da Psicoterapia num espaço de fala como qualquer outro. Trabalhamos de fato com base no diálogo, no entanto cabe ao profissional que acolhe a escuta uma análise baseada em estudos e técnicas que lhe permita devolver o que é trazido pelo paciente de uma forma que lhe proporcione uma nova visão frente aos seus dilemas e sofrimento. A diferença entre uma conversa comum e o diálogo entre paciente e psicoterapeuta está nessa escuta especializada construída por meio de técnicas e estudos fundamentados na análise das mais variadas manifestações do comportamento humano.

Quanto tempo o tratamento leva?

Depende!

Como assim?

Nas primeiras sessões passa-se por uma espécie de avaliação em que o psicoterapeuta irá se situar quanto as principais questões do paciente já com possíveis intervenções. Posteriormente o tratamento caminhará e pontos como o engajamento/comprometimento do paciente, dificuldade ou facilidade na entrada de alguns temas, dinâmica na relação com o psicoterapeuta, gravidade do caso, influenciarão no tempo em que o paciente ficará em Psicoterapia.

O que é a Psicanálise?

A Psicanálise é um campo clínico em que as manifestações do comportamento humano são compreendidas à luz do inconsciente. Essa teoria foi estruturada por Freud no início do século XIX em que a base do tratamento está na investigação dos fenômenos inconscientes manifestos por meio de sonhos, lapsos de linguagem, e movimentos do sujeito que não são vistos, entendidos, compreendidos mas estão em constante movimento em sua atuação intra e interpessoal.